IMAGEM

IMAGEM

IMAGEM

IMAGEM

imagem

imagem

sábado, 15 de setembro de 2012

CRITÉRIO DA TERTÚLIA

Caros slotistas

Os primeiros carros a iniciar a prova serão os Gr. N / Super N, onde a grande maioria serão os Subaru Impreza da MSC, para além de outros.
Os seguintes serão os NGT, onde se reparte pela Mercedes e a Audi, havendo possivelmente outros outsiders.
Informaremos com a rapidez possivel o decorrer da prova e suas classificações.

Até já.

1ª PASSAGEM Gr. N / Super N

1º Filipe Loureiro - 151,940s
2º Nuno Covão - 152,670s
3º Bruno Matos - 154,145s
4º Tiago Carta - 155,022s
5º Covão Júnior - 157,391s

Classificação final




Vai-se iniciar os NGT

Após 1ª passagem:

1º Tiago Carta - 151,552s
2º Nuno Covão - 152,169s
3º José Carta - 152,225s
4º Igor Reis - 154,676s
5º Ricardo Vitor - 156,131s

ÚLTIMA HORA

José Carta triunfa em NGT com o estreante FORD GT a 7 décimos sobre Nuno Covão em Mercedes SLS.









Excelente operação de Nuno Covão da BIPBIP Slotsport, que com os 2 excelentes 2º lugares, lidera o Critério da Tertúlia.






CRÓNICA da PROVA

Presentes 14 pilotos à partida para a prova de Gr. N / Super N, 10 Consagrados A, 2 Consagrados B e 2 Iniciados.
 Como se previa, a maioria dos carros eram os Subaru Impreza da MSC ( 8 ). A Renault fazia-se representar por 4 Clios, a Peugeot com um 207 e a Mitsubishi com um Lancer.
1º Troço, Ricardo Vitor faz o melhor tempo, logo seguido de Covão Júnior, a dizer estou presente. Bruno Matos vem logo a seguir, assim como Filipe Loureiro e Nuno Covão. O primeiro Iniciado, David Guerreiro faz o 11º tempo, excelente para quem começou a apenas 3 dias no slot.
De sublinhar o reaparecimento de Diogo Silva e seu pai Edmundo Silva, afastados àcerca de ano e meio, assim como o Rui Carvalho.
2º Troço, Ricardo Vitor volta a impor-se, seguido de Nuno Covão e Tiago Carta. José Carta faz um troço desastroso, com duas saidas e realiza um péssimo tempo, comprometendo logo aqui a sua prova.
3º Troço, Filipe Loureiro realiza aqui o melhor tempo, iniciando a sua caminhada para a vitória. Logo atrás aparece Nuno Covão e Bruno Matos, este último a dar um ar da sua graça.
4º Troço, repetição do 1º, Filipe volta a vencer, seguido de Ricardo Vitor e Nuno Covão.
5º Troço, repetição do 2º, José Carta faz um tempo canhão, mas já é tarde para ascender ao Top 5, seguido de Ricardo Vitor e Tiago Carta.
6º e último Troço, José Carta volta a fazer o melhor tempo, secundado por Nuno Covão e Ricardo Vitor.
Igor Reis nunca se entendeu com o seu Subaru, terminando a prova num distante 8º Lugar.
Belissima estreia dos Iniciados, David Guerreiro e Joaquim Carlos Carta, que vieram para ficar.
Veja-se as diferenças de tempos entre os 5 primeiros, 5 segundos !!!, que prova, a demonstrar uma vez mais a competividade das provas da Tertúlia de Alenquer, vila Presépio de Portugal ( marca registada ).

Após um pequeno intervalo, foi a vez de entrar em cena os NGT.
Até mesmo ao 6º e último Troço não se sabia quem viria a vencer, tal era a diferença de tempo entre os primeiros.
Mas vamos ao filme da prova.
1º Troço, Nuno Covão impõe um ritmo muito forte e faz o 1º tempo ( 39,158s ) aos comandos do Mercedes SLS, logo seguido do estreante FORD GT ( 39,228s ) !!! com José Carta a tripular. Igor Reis faz o 3º tempo ( 40,218s ). Filipe Loureiro faz um mau tempo, assim como Tiago Carta, Bruno Matos e Ricardo Vitor.
2º Troço, Tiago Carta faz um tempo bastante bom ( 53,737s ) seguio de Nuno Covão e José Carta que aqui sofre uma saída e fica mesmo assim em 3º. Filipe Loureiro, Covão Junior e Bruno Matos, teem várias saídas, comprometendo as suas provas.
3º Troço, Tiago Carta faz o melhor tempo, seguido de José Carta e Nuno Covão.
Esta primeira passagem pelos troços deixava os três primeiros muito encostados, Tiago Carta, Nuno Covão e José Carta.
Iria ser uma passagem de muita tensão entre estes 3 protagonistas, díriamos impróprio para cardíacos.
4º Troço, Nuno Covão faz 39,260s, José Carta 39,396s, Igor Reis 40,181s e Tiago Carta 40,572s.
5º Troço, Tiago Carta ataca e faz 53,825s, Nuno Covão 54,048s e José Carta 54,510s.
6º e último troço, tudo aqui se vai decidir e decide-se mesmo, José Carta baixa 0,5v e faz o tempo estrondoso de 53,909s, deixando Nuno Covão co 55,404s e Igor Reis com 55,641s.
O Ford GT demonstrou que é um caso sério frente aos Mercedes e Audi R8 e a união carro/piloto esteve perfeita.
Filipe Loureiro nunca se entendeu com o seu velhinho Audi R8 durante toda a prova, com saídas de estrada algo estranhas. Por outro lado notou-se também alguma falta de concentração, bem diferente dos Gr. N.
Vitor Carvalho andou bem com o seu Porsche 997, necessitando ainda melhor adaptação ao carro.
Bruno Matos e Covão Júnior estiveram uns furos abaixo do seu real valor.
Os Iniciados David e Joaquim estiveram muito bem para a pouca preparação que teem.
 Uma chamada de atenção para mais uma vez as diferenças de tempo entre os três primeiros.
Por último a prestação de Nuno Covão da BIPBIP Slotsport.
Em Grupo N perde a prova por 7,6 décimos de segundo para Filipe Loureiro da Carta Motorsport.
Em NGT volta a perder por 8,4 décimos de segundo para José Carta da Carta Motorsport.
No entanto em termos de classificação do Critério, foi uma operação muito bem conseguida.
A competição e a confraternização em interligação na Tertúlia dá-nos cada vez mais força de continuar.
De notar a ausência de alguns pilotos que com todo o seu potencial humano e material há disposição, bastante falta fazem para o bom enquadramento e aposta das provas.
Cá os esperamos nas próximas.

Saudações




Sem comentários:

Enviar um comentário